Skip to main content

Posts

Showing posts from February, 2017

Atropelation Blues

Há algumas semanas, indo para o trabalho de bicicleta, fui atropelado. Não, eu não fui imprudente – ao contrário, cruzei uma rua de mão dupla na faixa de pedestres, após aguardar que o sinal dos carros fechasse. No meio da travessia, na linha divisória da pista, fui derrubado por um motoqueiro.
Lembro-me mais da pancada inicial do que da minha aterrisagem no asfalto duro, quente e áspero. Levantei-me perplexo, revoltado e preocupado. Não sabia se o mais importante era verificar minha integridade física ou passar um baita sermão no motoqueiro.
Não sei se em outra ocasião o infeliz teria fugido, mas o fato é que havia três guardas de trânsito (a velha eficiência brasileira – um sinal, três guardas) que já estavam a postos quando me dei por mim novamente. Os guardas nos conduziram até a calçada e iniciaram a tomada de dados do apressadinho.
Depois de ratificar que eu não precisava ser removido para um hospital, um dos guardas perguntou se eu desejava abrir um processo contra o infrator por …

Grapiche

A determinação do prefeito de São Paulo, João Dória, em estabelecer uma sensação de ordem é louvável. A política “no broken window” de Rudolph Giuliani foi uma das alavancas para a transformação de NY em uma cidade segura. No caso de São Paulo, o primeiro alvo foi repintar os muros pichados e grafitados em locais onde tal prática não estava autorizada. Nada mau, certo?
Errado. Começa o mimimi. “Grafite é arte”, “pichação é uma maneira democrática de o povo se manifestar”, e por aí vai. Sério mesmo que a ordem pública (condição necessária mas não suficiente para progresso) tem que se sujeitar a essa discussão? Parece que sim, infelizmente.
O brasileiro paga muito caro por obras públicas, que acabam custando o triplo do que deveriam e demorando o quíntuplo do prazo estimado. E o povo reclama disso, com razão, vai às ruas protestar, grita, faz abaixo assinado. Qual é, então, o sentido de um sujeito pichar uma obra pública? Está ferindo o patrimônio público tal qual o político que desvia di…